Vacinas

Vacine-se e aproveite tudo o que a vida tem de bom a lhe oferecer.

O Meniá oferece uma completa gama de vacinas, desde as que integram o Calendário Nacional de Vacinação até outras recomendadas e reconhecidas mundialmente para prevenção de doenças e melhoria da qualidade de vida.

Orientamos consultar previamente por telefone a disponibilidade das vacinas.

Vacina BCG

Previne a Tuberculose – principalmente as formas graves, como meningite tuberculosa e tuberculose miliar (espalhada pelo corpo). 

Indicação:

A vacina é indicada de rotina a partir do nascimento até os 5 anos de idade. Recomenda-se aplicar o mais precocemente possível, de preferência ainda na maternidade, em recém-nascidos, com peso maior ou igual a 2.000 gramas. 

Esquema de doses:

Dose única.

Vacina tríplice bacteriana acelular infantil – DTPa

Previne difteria, tétano e coqueluche.

Indicação:

Crianças com menos de 7 anos de idade. Mesmo as que já tiveram tétano, difteria, doença causada pelo Haemophilus influenzae tipo b (Hib) e/ou coqueluche devem ser imunizadas, uma vez que estas doenças não conferem proteção permanente frente a novas infecções.

Esquema de doses:

O esquema é de 5 doses, aos 2, 4 e 6 meses com reforço aos 15 meses.

Um segundo reforço deve ser aplicado entre quatro e seis anos de idade.

Vacina tríplice bacteriana acelular do tipo adulto– dTpa

Previne difteria, tétano e coqueluche.

Indicações:

  • Para reforço das vacinas DTPa em crianças a partir de 3 anos de idade, adolescentes e adultos.
  • Todas as pessoas que convivem com crianças menores de 2 anos, sobretudo bebês com menos de 1 ano, incluindo familiares, babás, cuidadores e profissionais da Saúde.

Esquema de doses:

  • Pode ser usada para a dose de reforço prevista para os 4-6 anos de idade.
  • Recomendada para o reforço na adolescência.
  • Recomendada para os reforços em adultos e idosos.

As gestantes devem receber uma dose de dTpa, a cada gestação, ​a partir da 20ª semana de gestação, com o objetivo de transferir anticorpos protetores contra a coqueluche para o recém-nascido.

Vacina Febre Amarela

Previne a Febre amarela.

Indicação:

  • Adultos e crianças acima de 9 meses de idade.
  • Pessoas que vivem, viajam ou passam por uma área que apresente casos de febre amarela;
  • Pessoas não vacinadas que se deslocam de uma área que contenha casos de febre amarela para uma área que não contenha casos de febre amarela;
  • Trabalhadores de laboratório de manipulação de materiais potencialmente infecciosos.
  • É importante avaliar se a pessoa a ser vacinada possui planos de morar ou viajar para uma área que contenha casos de febre amarela, e também se a pessoa possui fatores de risco.

Esquema de doses:

Rotina: dose única a partir dos 9 meses e até os 59 anos.

Vacina Gripe (influenza) – Quadrivalente

Previne Infecção pelo vírus Influenza (que causa a gripe).

A vacina é composta de quatro tipos de cepas de vírus em combinação (H1N1, H3N2 e 2 tipos de B).

Indicação:

Para todas as pessoas a partir de 6 meses de vida, principalmente aquelas de maior risco para infecções respiratórias, que podem ter complicações e a forma grave da doença.

Contraindicação:

  • Pessoas com alergia grave ao ovo de galinha (anafilaxia) ou a algum componente da vacina ou a dose anterior.
  • Portadores de algumas doenças neurológicas em atividade, como por exemplo a Síndrome de Guillain Barré.
  • Crianças menores de 6 meses.

Esquemas de doses:

  • Para crianças de 6 meses a 9 anos de idade: duas doses na primeira vez em que forem vacinadas (primovacinação), com intervalo de um mês e revacinação anual.
  • Para crianças maiores de 9 anos, adolescentes, adultos e idosos: dose única anual.
  • Para  crianças de 6 a 36 meses, na dependência da bula do fabricante, o volume a ser aplicado em cada dose pode ser de 0,25 mL ou 0,5 mL.

Vacina Hepatite A

Vacina contra Hepatite A.

Indicação:

Adultos, adolescentes e crianças a partir de 12 meses de vida.

Esquema de doses:

  • 2 doses com intervalo de 6 meses entre elas.

Recomenda-se a aplicação rotineira aos 12 e 18 meses de idade.

Vacina Hepatite B

Previne contra a infecção do fígado (hepatite) causada pelo vírus da hepatite B.

Indicação:

Adultos e crianças a partir do nascimento. Devendo ser aplicada, de preferência, nas primeiras 12-24 horas após o nascimento, para prevenir hepatite crônica – forma que acomete 90% dos bebês contaminados ao nascer.

Esquema de doses:

  • 3 doses, sendo 0 – 2 – 6 meses
  • Prematuros vacinados ao nascer necessitam, obrigatoriamente, de quatro doses.

Para crianças a partir de 12 meses de idade, adolescentes e adultos, poderá ser disponibilizada a vacina que combina hepatite A e hepatite B em uma única injeção. Em menores de 16 anos, duas doses com intervalo de seis meses. Nas maiores, o esquema é de três doses, com intervalo de um mês entre a primeira e a segunda e de cinco meses da segunda para a terceira.

Vacina combinada hepatite A e B

Previne infecções do fígado (hepatites) causadas pelos vírus da hepatite A e hepatite B.

Indicação:

  • Adultos, adolescentes e crianças a partir dos 12 meses de vida.
  • Boa opção para pessoas que não foram vacinadas contra as duas hepatites.

Esquemas de doses:

  • Para crianças e adolescentes a partir de 1 ano e menores de 16: duas doses com intervalo de seis meses.
  • Para adolescentes a partir dos 16 anos, adultos e idosos: três doses, sendo a segunda aplicada um mês após a primeira, e a terceira, cinco meses após a segunda.

Pessoas com indicação de dose dobrada da vacina hepatite B ou esquema de quatro doses, devem receber complementação com a vacina hepatite B.

Vacina herpes zóster

Previne o Herpes Zoster.

Indicação:

Homens e mulheres não-gestantes a partir de 50 anos.

Esquema de doses:

Dose única.

Vacina Haemophilus influenzae tipo b – Hib

Previne doenças causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b, principalmente meningite. A vacina pode ser encontrada isolada ou combinada com a vacina tríplice bacteriana (DTPw ou DTPa).

Indicação:

  • Crianças a partir de 2 meses, até 5 anos de idade.
  • Crianças com mais de 5 anos, adolescentes e adultos com condições médicas que aumentam o risco para doenças por Hib.

Esquemas de doses:

  • 3 doses: aos 2, 4 e 6 meses de idade. E em seguida, recomendam uma quarta dose (reforço) entre 12 e 18 meses.

Crianças com mais de 5 anos, adolescentes e adultos não vacinados e com doenças que aumentem o risco da doença: duas doses com intervalo de dois meses.

Vacina HPV4

A Vacina previne o HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano), um vírus que infecta pele ou mucosas (oral, genital ou anal), tanto de homens quanto de mulheres. Também previne o câncer de colo do útero, da vulva, da vagina, do ânus e verrugas genitais (condiloma).

Ressalta-se que a vacina não é um tratamento, não sendo eficaz contra infecções ou lesões por HPV já existentes.

Indicação:

  • Meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos;
  • Indivíduos de 9 a 26 anos de ambos os sexos nas seguintes condições: convivendo com HIV/Aids; pacientes oncológicos em quimioterapia e/ou radioterapia; transplantados de órgãos sólidos ou de medula óssea.
  • Recomenda-se a vacinação de meninas e mulheres de 9 a 45 anos de idade e meninos e jovens de 9 a 26 anos.
  • Homens e mulheres em idades fora da faixa de licenciamento também podem ser beneficiados com a vacinação, de acordo com critério médico.

Esquemas de doses:

  • A vacina é licenciada para meninas e mulheres a partir dos 9 anos aos 45 anos e para meninos e homens entre 9 e 26 anos. O esquema deve ser iniciado o mais cedo possível.
  • São recomendadas duas ou três doses, dependendo da idade de início da vacinação.
  • Para meninas e meninos de 9 a 14 anos, 11 meses e 29 dias são indicadas duas doses, com intervalo de seis meses entre elas (0 – 6 meses).
  • A partir dos 15 anos, são três doses: a segunda, um a dois meses após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose (0 – 1 a 2 – 6 meses).

Independentemente da idade, meninas e mulheres imunodeprimidas por doença ou tratamento devem receber três doses: a segunda, um a dois meses após a primeira, e a terceira, seis meses após a primeira dose (0 – 1 a 2 – 6 meses).

Vacina Meningocócica B

Previne Meningites e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo do tipo B.

Indicação:

Crianças a partir de 2 meses de vida e adultos até 50 anos.

Esquema de doses:

  • Crianças de 3 a 11 meses: 2 doses com intervalo de 2 meses entre elas, e uma dose de reforço entre 12 e 15 meses de idade (esquema 2 + 1).
  • Crianças de 12 a 23 meses: 2 doses com 2 meses de intervalo entre elas, e uma dose de reforço entre 12 e 23 meses após a vacinação primária.
  • A partir dos 24 meses (até 50 anos): 2 doses com intervalo mínimo de 1 mês entre e não estando estabelecida a necessidade de doses de reforço.

Vacina Meningocócica C conjugada

Previne doenças causadas pelo meningococo C (incluindo meningite e meningococcemia).

Indicação:

Adultos e crianças a partir de 2 meses de idade.

Recomenda que a vacina meningocócica conjugada quadrivalente (ACWY) seja preferida para crianças, adolescentes e adultos, visto conferir proteção para três outros tipos de meningococos, além do C. Em todas essas faixas etárias, na impossibilidade de usar a vacina ACWY, deve-se utilizar a meningocócica C.

Esquemas de doses:

  • Crianças abaixo de 12 meses: 2 doses com intervalo de 2 meses + 1 dose de reforço entre 12 e 15 meses. Necessário uma dose de reforço 5 anos após a última dose recebida depois dos 12 meses de idade.
  • Crianças acima de 12 meses: 1 dose + 1 dose de reforço 5 anos após a última dose.

Adolescentes e adultos: Dose única

Vacina Meningocócica conjugada quadrivalente - ACWY

Previne contra Meningites e infecções generalizadas (doenças meningocócicas) causadas pela bactéria meningococo dos tipos A, C, W e Y.

Indicação:

Adultos e crianças a partir de 2 meses de idade.

Esquema de doses:

  • Crianças a partir de 3 meses: três doses no primeiro ano de vida (respeitando um intervalo de 2 meses entre as doses) e reforços aos 12 meses, 5 anos e 11 anos de idade.
  • Para adolescentes que nunca receberam a vacina meningocócica conjugada quadrivalente — ACWY, são recomendadas duas doses com intervalo de cinco anos.

Adultos (a partir de 20 anos): dose única.

Vacina pneumocócica polissacarídica 23-valente – VPP23

Previne doenças causadas por 23 tipos de pneumococos.

Indicação:

  • Adultos e crianças a partir de 2 anos de idade que tenham algum problema de saúde que aumenta o risco para doença pneumocócica (diabetes, doenças cardíacas e respiratórias graves; sem baço ou com o funcionamento comprometido desse órgão; com problemas de imunidade, entre outras condições).
  • Não é recomendada como rotina para crianças, adolescentes e adultos saudáveis.
  • Para pessoas a partir de 60 anos deve ser aplicada de rotina.

Esquema de doses:

A vacinação primária consiste em uma única dose.

A revacinação é recomendada para indivíduos que estão sob alto risco de infecção pneumocócica grave e àqueles suscetíveis a apresentar redução rápida dos níveis de anticorpos contra pneumococos, desde que transcorridos pelo menos cinco anos do recebimento da primeira dose.

Vacinas Poliomielite - VIP

Previne a poliomielite (paralisia infantil).

Indicação:

  • A vacina poliomielite é indicada de rotina para todas as crianças menores de 5 anos.
  • Para viajantes adolescentes e adultos com destino ao Paquistão e ao Afeganistão, onde a poliomielite ainda existe, ou onde há risco para transmissão (principalmente alguns países da África).
  • A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que países como o Brasil, de baixo risco para o desenvolvimento da doença, passem a utilizar a vacina inativada (VIP), sempre que possível para evitar a paralisia que pode ser causada pelo vírus contido na vacina oral (VOP).

Esquemas de doses:

A imunização contra a poliomielite deve ser iniciada a partir dos 2 meses de vida, com mais duas doses aos 4 e 6 meses, além dos reforços entre 15 e 18 meses e aos 5 anos de idade.

Vacina Rotavírus Pentavalente

Prevenção de gastroenterite por rotavírus.

Indicação:

Bebês de 6 semanas a 8 meses de vida.

Esquema de doses:

  • Para crianças a partir de 6 semanas de idade: três doses, com intervalo mínimo de quatro semanas. Esquema padrão: 2, 4 e 6 meses de idade.

A idade máxima para começar a vacinação é 3 meses e 15 dias. Se houver atraso, a imunização não poderá ser feita. Da mesma forma, a idade máxima para a última dose é 7 meses e 29 dias.

Vacina tetraviral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela) – SCR-V

Previne o sarampo, caxumba, rubéola e varicela.

Esquema vacinal:

2 doses. Respeitar o intervalo de pelo menos 6 semanas entre as doses.

Indicação:

  • Recomendada para crianças e adolescentes com menos de 12 anos em substituição às vacinas tríplice viral (SCR) e varicela, quando a aplicação destas duas for coincidente.

Esquemas de doses:

  • Duas doses a partir de 12 meses de vida, com intervalo de pelo menos 6 semanas.

Crianças mais velhas, adolescentes e adultos não vacinados ou sem comprovação de doses aplicadas: duas doses com intervalo de um mês.

Vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) – SCR

Previne o sarampo, caxumba e rubéola.

Indicação:

Crianças a partir de 12 meses, adultos e mulheres não gestantes.

Esquemas de doses:

Duas doses em crianças acima de 1 ano de idade e com intervalo mínimo de 1 mês entre elas.

Uma dose em quem recebeu uma dose previamente.

Aplicar duas doses para os que não receberam nenhuma dose ou antecedentes vacinais desconhecidos, com intervalo de um a dois meses.

Recomenda-se como rotina duas doses: uma aos 12 meses e a segunda quando a criança tiver entre 1 ano e 3 meses e 2 anos de idade, junto com a vacina varicela, podendo ser usadas as vacinas separadas (SCR e varicela) ou a combinada (tetraviral: SCR-V).

Vacina Varicela (catapora)

Previne a varicela (catapora).

Indicação:

  • Adultos e crianças a partir de 12 meses de idade (mulheres não gestantes). Em casos específicos ou de surto, a vacinação poderá ser antecipada para os 9 meses de vida. 

Esquema de doses:

  • Recomenda-se duas doses da vacina varicela: a primeira aos 12 meses e a seguinte entre 15 e 24 meses de idade. Essas doses coincidem com o esquema de vacinação da vacina SCR e, portanto, pode ser substituído pela vacina SCR-V.

Para crianças mais velhas, adolescentes e adultos suscetíveis são indicadas duas doses com intervalo de um a dois meses.

Hexavalente Acelular

Vacina contra Difteria, Tétano e Coqueluche acelular, Haemophilus influenza tipo b, Poliomielite inativada (Salk) e Hepatite B – DTPa+Hib+IPV+HB

Indicação:

Crianças a partir de 2 meses de idade.

Quando a dose da vacina de Hepatite B é dada ao nascimento, a vacina DTPa-HB-IPV+Hib pode ser usada como um substituto das doses adicionais da vacina de hepatite B a partir da idade de 6 semanas.

Esquema de doses:

Aos 2 e 6 meses.

Pentavalente Acelular

Previne a Difteria, Tétano e Coqueluche acelular, Haemophilus influenza tipo b, Poliomielite inativada (Salk) – DTPa+Hib+Salk

Indicação:

A partir de 2 meses de vida.

Esquema de doses:

1 dose aos 4 meses de vida e um reforço aos 15 meses de idade.

Horário de funcionamento

Segunda e terça-feira: 10h às 19h
Quarta e quinta-feira: 8h às 18h
Sexta-Feira: 9h às 18h
Sábado: 9h às 13h

Pensando em seu conforto, o Meniá também trabalha com hora marcada. Se tiver interesse, entre em contato conosco.

Temos estacionamento próprio com vagas cobertas e manobrista.

contato@menia.com.br
11 3060-3020 / Whatsapp (11) 97336-4654

Meniá @ copyright – todos os direiros reservados.
Desenvolvido por Thiago Saccól.